O empresário Marco Carbonari é apaixonado por vinhos e tudo que envolve esse mundo. Prova disso é a existência de uma vinícola em seu nome e de sua família, a Villa Santa Maria. Além disso, enófilo apaixonado, é especialista em vinhos há mais de 10 anos, por isso, hoje, Marco Carbonari fala sobre o vinho mais caro do mundo.

De origem na região da Borgonha, na França, o vinho mais caro atualmente é o Domaine de la Romanée-Conti Romanée-Conti Grand Cru 1945, afirma o empresário apaixonado pela bebida, Marco Carbonari. De acordo com a revista Forbes, o valor de uma garrafa pode chegar na bagatela de €482.000.

“A Borgonha é uma região muito conhecida e requisitada no que tange à produção de vinhos. Dessa maneira, não poderia ser de outro lugar o vinho mais caro do mundo, não é mesmo?”, brinca Marco Carbonari.

O empresário ressalta acerca das especificações e propriedades únicas do vinho: há diversos fatores que influenciam no resultado final de um vinho, desde seu cultivo, ao processo de colheita e de confecção, podem gerar alterações em relação ao sabor e ao aroma.

Há vinícolas extremamente sofisticadas que produzem ótimos vinhos. São repletas de equipamentos de última geração, bem como há locais em que a tradição reina. “Há estruturas de aço inox, assim como há os bons e velhos barris de carvalho”, enfatiza Marco Carbonari, especialista em vinhos.

Além disso, em se tratando da garrafa de vinho mais cara do mundo, convertendo para valores em reais, sai por quase R $3 milhões!, narra Marco Carbonari. A marca produz apenas 6 mil garrafas durante o ano todo, pela sua baixa produção em razão de possuir apenas 1.43 hectares, alinhado ao fato de uma alta demanda em prol de sua altíssima qualidade, o valor do vinho é alto e pode sofrer variação de até 600%, ou seja, o preço no mercado pode ser ainda mais salgado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui